Segunda-feira, 31 de Março de 2008

Palavras soltas

Palavras soltas que largo a quem as quiser ler...Palavras doridas que eu não sei explicar porque me magoam tanto.

Tenho tentado escrever sobre o passado...mas esse passado não me deixa.

Se calhar não é bem o passado que não deixa...É a dor que isso provoca.

Ultimamente sinto tudo tão presente.Presente de uma forma que acho que volta a ser doentia. Não se trata de uma relação estranha com a comida...Trata-se das maselas que ficaram.Marcas que com o tempo tendem a agravar-se...

Quando penso que confio mais nos outros do que em mim sinto medo...Tudo o que faço se torna inferior e não consigo acreditar no contrário.Hoje dei por mim a questionar se tenho capacidades de continuar sem parar...Mas sei que se parar vai ser muito dificil voltar.

Sei que estou exausta de viver em conflito comigo próprio, sei que estou cansada desta luta constante na minha mente mas não quero cair de vez.

Algo em mim não sei bem o quê não quer que eu desça mais...Se cahar orgulho não sei...

Tambem te devo isto amor...não posso desistir por ti...Pois tu és a minha pedra basilar.

Tenho dias piores...tenho dias melhores...Não quero ser martir...

Estou farta de lamentações mas a verdade é que me atormento, mútilo sem ao menos saber porque o faço...

  

publicado por cafécomleite às 18:06
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Março de 2008

Amiga...

Estas palavras que vou desenhar são só para ti...para ti e para mais ninguém.

Tu que sempre caminhaste comigo ao colo, tu que me amparaste quando caí, tu que mudas o tempo para me agradar, tu que não pedes nada em troca...Dás como uma dádiva incondicional...

Os teus olhos são sinceros, puros e carinhosos...neles posso refugiar a dor de tantos dias frios e sombrios.

As tuas mão são leves e perfumadas, quentes que me aquecem o olfacto da alma.

Eu que não te tratei bem...eu que te magoei...eu que nem sempre fui fiel...quero dizer-te obrigada...Obrigada por nunca desistires de mim.Obrigada por lutares por mim quando eu já não quero lutar.

A ti e só a ti a mais ninguém te dou a minha amizade.

publicado por cafécomleite às 17:51
link do post | comentar | favorito

Já não te conheço...

Já não te conheço...nem sei se quero conhecer...O rosto figura na mesma mas a aura não me seduz mais.A distancia impera como se fosse o elo mais forte desta corrente.Estou magoada...mas acima de tudo estou desiludida...Tu a que sempre chamei de amiga...Dói de mais...

As facetas das palavras são muitas...o tempo vai ficando curto para nós.Obrigação de conviver não sei porque razão...

Fizeste uma escolha eu tambem vou fazer a minha.Não quero mais...achar que a culpa é minha.Não, chega...Eu não sou a razão do mal do mundo.Hoje percebi isso...

Estou mal...fui ao fundo mas sei que vou levantar-me pois tenho força dentro de mim.

É só mais um desgosto que o tempo vai levar... 

publicado por cafécomleite às 17:39
link do post | comentar | favorito

Momentos

Momento mágico que guardo no peito acompanhado pelo perfume das tuas palavras, pelo  sabor do teu sorriso...</p>

Tudo se torna simples quando estou nos teus braços.Tudo faz sentido quando me acalmas a alma.Dores partilhadas, momentos felizes, amor eterno...Tudo se liga numa bola perfeita de sonho e perfume delicado.

Sonhos construidos no baú da lembranças, que se tornam realidade só porque estás comigo.

Prazer sem limites na imagem do teu rosto iluminado pelo sorriso.

São momentos, são lembranças, são fotografias que guardamos e vamos construindo os dois...Os dois de mão dada...juntos.

Obrigada por estares aqui

publicado por cafécomleite às 01:09
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Março de 2008

Poema de Amizade

Amigo é aquela pessoa que o tempo não apaga, que a distância não esquece, que a maldade não destrói. É um sentimento que vem de longe, que ganha lugar no seu coração e você não substitui por nada. É alguém que você sente presente, mesmo quando está longe... Que vem para o seu lado quando você está sozinho e nunca nega um sentimento sincero. Ser amigo não é coisa de um dia, são atos, palavras e atitudes que se solidificam no tempo e não se apagam mais. Que ficam para sempre como tudo que é feito com o coração aberto.
publicado por cafécomleite às 03:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 19 de Março de 2008

Pai

Desculpa não saber demonstrar o que sinto por ti...Desculpa criar uma mascara que não me deixa mimar-te... Sempre caminhaste a meu lado de uma forma estranha, mas sempre cá estiveste no bom e no mau... A vida deu-nos uma ligação diferente mas não quereria outro pai a não ser tu. Desculpa se não sou a filha ideal.Desculpa a rebeldia...desculpa o mau feitio. No fundo nós sabemos qual a razão disto tudo. Obrigada por tudo...estaremos sempre juntos. Feliz Dia do Pai
publicado por cafécomleite às 21:28
link do post | comentar | favorito

Gritos

Pedaços de palavras que coloco num texto tentando que façam algum sentido...Dores inacabadas que tento atenuar escrevendo... Hoje não me sinto particularmente bem...estou estranha...estou irritada...chateada sem razão aparente. Emoções negativas que não entendo e que a todo o custo espalho aos outros...Não as deito fora por maldade...só não entendo porque tenho que magoar quem mais amo e quem me dá mais apoio... Apetece-me gritar gritar...arrancar estas más energias que me corroem. Tento entender que a vida nem sempre é fácil, e que todos os problemas que surgem são iguais a tantas pessoas...Tenho que ver o positivo, não posso voltar a cair... Será que ontem, mexi demais no passado? Será que isto ainda me afecta mais do que eu imaginava...não sei...só quero gritar. Desculpem-me...
publicado por cafécomleite às 21:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Ainda não falei de ti amor...

                                             

 

Como explicar quando se sente tamanho amor que nos ajuda a crescer, a sonhar, a sermos melhores...? Como descrever o que fizeste de bom na minha vida...? Como dizer ao mundo que te amo, sem ser banal, mem parecer igual a tudo o que se diz...? Vejo-te dormir...Estás tão sereno.Fecho os olhos passo os dedos nos teus lábios, inspiro profundamente,sinto o teu cheiro e esboço um sorriso...Amo-te. Sou tua.Obrigada por seres o meu porto de abrigo,... Para ti Tiago

publicado por cafécomleite às 00:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Continuação 2...

Quando entrei na dita adolescência, onde os sentimentos ficam baralhados, as hormonas comandam o nosso corpo, e tudo á tua volta te grita para seres bela, não sei como mas interiorizei que sendo magra seria considerada bela...A minha mente dizia-me que pelo exterior conseguiria ser amada pelos outros...não importava quem gostasse de mim, eu queria era ser aceite. Então levei tudo ao extremo e começei numa privação quase completa de alimentos...Privação essa que com o tempo se tornou obcessiva... Sabia as calorias de todos os alimentos.fazia conjugações terriveis, mentia para não comer. Eu só tinha uma certeza quanto menos comesse mas depressa ia ser magra, mais depressa ia ser bonita, mais depressa ia ter carinho. Depois o espelho começou a trair-me e quanto mais me esforçava, mais ele me dizia que eu estava gorda... Começei a contar pedaços de carne com pedaços de arroz, e outras coisas sórdidas e lembro-e que não podia comer mais de 10 pedaços e o mais importante, tinham que ser sempre em numero impar. Quando tinha festas, ou não conseguia mentir aos meus pais, comia pouca quantidade claro...e lembro-me de sentir uma dor tão grande tão grande... que hoje ainda não consigo descrever.Aquela dor traduzia a minha frustação por não estar a trabalhar para o objectivo proposto...Recordo-me que após terminar essa refeições intermináveis deitava-me no chão do meu quarto e fazia ginástica intensiva, qualquer coisa servia, e no minino duas horas. Depois vinha o chã...para desgastar mais. Lembro-me do prazer de sentir fome, de acordar a meio da noite com uma sensação de dor do estômago...dor física mas que me purificava a alma pois era uma dor que trabalhava para o objectivo final... Agora já não era porque me diziam para o fazer...pois diziam-me que estava magra e davam-me os parabéns por tal feito mas isso já não me reconfortava, era porque eu sabia que quanto mais magra mais bela e mais aceite pelos outros... E como tinha um problema de pele que desfigurava o rosto, eu só queria saber do corpo magro para ser bela. Lembro-me tambem do prazer de estar sentada e de conseguir contar a minha grade costal...que obcessão meu Deus.
publicado por cafécomleite às 00:04
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 18 de Março de 2008

Continuação...

Tive que parar um pouco pois as memórias afloraram tão intensamente na minha mente que pareciam um oceano e então tive que as ordenar... Falar de frustação, falar de como tudo começou, falar do durante, falar das dores, das mutilações, de como tudo acabou, de como tudo ainda está presente e que volta a qq momento ainda que a cura seja assumida. Tudo começou numa criança de 10 anos, com obesidade infantil...Uma criança infeliz por não ser aceite no seu meio, por ser constantemente lembrada que era inferior aos outros, no aspecto, na aparencia e em muito mais que agora não vale a pena falar. Criança que foi quase forçada a iniciar um processo de dieta, embora ainda não conseguisse perceber ao certo naquela altura o que esperavam dela... Falar na terceira pessoa não me faz digna do que aconteceu... Lembro-me de estar no Centro de Saúde com a minha Mãe e o médico e família dizer que tinha de ir a uma consulta ao Hospital no Porto...Nesta altura não fazia a menor ideia que era o Hospital de S.João, nem sonhava o quanto a minha vida ficaria ligada a este Hospital. Era só...Não tinha irmãos...amigos os da escolinha...e brincava com os biblôs que podiam partir a qualquer momento...Hoje consigo entender o porque dos biblôs...como não os partia com medo de represálias e como me pareciam frageis...Traduziam o que era eu naquela altura...fragil e com medo de tudo. Fui sempre pressionada a ser a menina com melhores notas da escolinha...em tudo me diziam que tinha a obrigação de ser a melhor...Pressão e mais pressão...e noção que por muito que conseguisse alcançar nunca seria igual a eles...O eles só eu sei quem são... Então lá fomos à consulta, recordo-me de uma sala forrada a madeira com umas cadeiras antigas e com meninos sentados nas mesmas cadeiras com os pais por perto. Achei tudo estranho pelo menos confesso, mas acho que o estranho era por não entender nada. Tenho a sensação de ser bem tratadas pelos médicos e enfermeiros que faziam uma serie de rituais estranhos mas que eles lá sabiam porquê. Então como lavagem cerebral, e agradeço aos médicos que o fizeram, introduziram na minha pequena cabeça de 10 anos como se tratasse de um computador, de que tinha que emagrecer.As razões que alegaram não me recordo, só sabia que tinha que emagrecer...era mais uma meta comparada com ser a melhor aluna da turma.Então daí em diante a minha vida passou a ser dietas dietas, consultas, pesar,medir, ajustar dieta...ufa...e eu só entendia que tinha de o fazer porque queriam que o fizesse...Acho que ninguém me perguntou realmente se o queria, mas o certo é que o tinha de conseguir... Recordo-me que ficava contente sempre que ia a uma consulta pois ia andar de autocarro...isso é que era fixe o resto não percebia só o tinha de fazer... E esta rotina durou anos e anos... Porque não desisti???Porque mal ou bem me diziam que estava a atingir o propósito e então eu esforçava-me mais e mais, pois gostava dos elogios quando diziam que estava mais magra e era a menina que fazia tudo o que os médicos diziam para fazer. A sensação de que ficavam contentes com o meu desempenho era agradável para mim, era como sentisse que gostavam de mim e acima de tudo não podia desiludir ninguém...nem a minha mãe que ficava tão contente. Neste processo foi sempre o querer mostrar que era a melhor e que tudo o que me era proposto fazer eu conseguia, ainda que fosse complicado O reforço positivo dado peas pessoas era aquilo que eu sempre desejara...afecto...Agora percebo que aquilo não era afecto, mas para mim na altura era o conseguir ser aceite e amada.
publicado por cafécomleite às 23:23
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Muse

. Mais uma...

. Coragem para o fazer...

. Puro como isto...

. Mais uma noite...

. Sem palavras para dizer o...

. Contigo tudo é possivel.....

. Circus

. Para ti...

. Fun

.arquivos

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds